Autores do triplo homicídio no Vereda das Flores condenados a 22 anos de prisão maior e ao pagamento de AKZ 6 milhões em indemnização

Autores do triplo homicídio no Vereda das Flores condenados a 22 anos de prisão maior e ao pagamento de AKZ 6 milhões em indemnização

10. Maio 2022 0 Por Araújo
O Tribunal da Comarca de Belas, ao Benfica, condenou na manhã desta terça-feira, 10.05, os co-réus Edilásio Wander Fortes e Ludy Justino, ambos cidadãos angolanos de 29 e 30 anos respectivamente, na pena única de 22 anos de prisão maior, pelos crimes de homicídio qualificado, associação criminosa e roubo qualificado.
A dupla assassina foi ainda condenada a pagar uma indemnização no valor de seis milhões de kwanzas à família.
Os crimes de que foram agora condenados tiveram lugar no pretérito dia 24 de Maio de 2021, no condomínio Vereda das Flores, arredores do município de Viana, em Luanda – tendo sido vítimas os cidadãos Kamukotele Anderson, de 51 anos, o filho deste, Anderson Júnior, de 14 anos, e o sobrinho, Delvany Manuel, de apenas 9 anos.
À data, Edilásio Fortes, também enteado de Kamukotele, e o comparsa Ludy, pretendiam furtar os 500 mil dólares, que o malogrado alegadamente tinha na sua conta bancária, fruto da indemnização que recebera da empresa petrolífera BP. Infelizmente a intenção não lhes sairá de feição, tendo de seguida executado os três membros da família e abandonado os seus cadáveres no interior de uma viatura que foi depois achada nas imediações do edifício X15, na Centralidade do Kilamba.
Por: João Feliciano. FB